25 de maio

GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
3/11/23 às 14h11 - Atualizado em 22/11/23 às 10h57

Sol Nascente ganhará unidade da Casa da Mulher Brasileira

COMPARTILHAR

O Sol Nascente receberá em breve uma Casa da Mulher Brasileira (CMB) para fortalecer o apoio às mulheres em situação de violência e vulnerabilidade. A Secretaria da Mulher do Distrito Federal (SMDF) formalizou o contrato para a construção da unidade nesta sexta-feira (3). O investimento é de R$ 1,6 milhão, verba proveniente de emendas federais e recursos do próprio Governo do Distrito Federal (GDF).

Para a secretária da Mulher, Giselle Ferreira, as novas unidades são cruciais para garantir que o auxílio esteja mais acessível à população que necessita. “As CMBs desempenham um papel fundamental no combate à violência de gênero, integrando diversos serviços essenciais em um único local”, afirma. “Isso agiliza e fortalece a resposta institucional, promovendo a segurança e proteção das mulheres.”

A unidade do Sol Nascente, com aproximadamente 270 m² de área construída, será equipada para fornecer suporte abrangente, incluindo recepção, depósito, copa, banheiros e diversas salas especializadas, como as de coordenação técnica, atendimento individual, multifuncional, em grupo e convivência. Além disso, a CMB contará com brinquedoteca e fraldário. 

Outras unidades

O Distrito Federal já dispõe de uma unidade completa da Casa da Mulher Brasileira em Ceilândia, oferecendo apoio integral às mulheres vítimas de violência. Além de acolhimento, o local oferece cursos de capacitação profissional. Somente neste ano, essa unidade prestou mais de 9 mil atendimentos.

Outras três casas com o mesmo padrão serão entregues à população. As unidades de São Sebastião, Sobradinho II e Recanto das Emas estão em fase de construção. As edificações pertencem à tipologia III, definida pelo número de habitantes das regiões administrativas onde estarão localizadas. Isso significa que serão menores do que a CMB de Ceilândia, mas igualmente preparadas para o atendimento ao público. 

Com informações da Secretaria da Mulher do DF

Texto: Agência Brasília* | Edição: Chico Neto

Mapa do site Dúvidas frequentes